Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/578
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1SANTOS JÚNIOR, Alfredo Pedroso dos-
dc.date.accessioned2021-07-08T13:40:32Z-
dc.date.available2021-07-08T13:40:32Z-
dc.date.issued2020-02-03-
dc.identifier.citationGANANÇA, Pedro Henrique Salomão. A heterogeneidade de macrófitas aquáticas como preditor da estrutura espacial das assembleias de sapos em um lago amazônico. Orientador: Alfredo Pedroso dos Santos Júnior; Coorientador: Ricardo Alexandre Kawashita Ribeiro. 2020. 73 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade) - Programa de Pós-graduação em Biodiversidade, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/578. Acesso em:pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/578-
dc.description.abstractInvestigating the effects of environmental gradients on assemblage spatial structure is relevant to understand mechanisms and processes affecting biodiversity. Environmental gradients may act as ecological filters limiting species occurrence and abundance, which generates non-random patterns of habitat occupancy. Environmental filtering-mediated biodiversity emerges from relationships between environmental gradients and estimates of α- and β- diversity. Such relationships have been widely demonstrated in frog assemblages occupying forests in Amazonia but are rarely assessed in non-forest ecosystems such as macrophyte banks in lakes. Macrophyte banks may vary spatially in terms of width, height, and species composition, in response to physicochemical parameters of water. Therefore, it is reasonable to expect spatially heterogeneous frog assemblages in response to variation in habitat vertical stratification and perch shape. In this study we sampled 50 plots covering 15 km2 of continuous macrophyte banks to test the effects of distance from the lake bank, water depth, macrophyte height and composition (proportions of morphotype occupancy), pH, dissolved oxygen and temperature on frog α-diversity and β- diversity estimates. We found 16 species, for which local distribution was not random but characterized by α-diversity positively affected by macrophyte height, and β-diversity affected by macrophyte height and composition, and water depth. Our results suggest environmental filtering as a major factor structuring frog assemblages even in relatively small and regionally rare ecosystems. These findings are highly relevant to ecology and conservation because they suggest that aquatic macrophyte banks should be considered as distinct biogeographic units from adjacent habitats.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Oeste do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectAnfíbiospt_BR
dc.subjectAnurospt_BR
dc.subjectEcologia de comunidadespt_BR
dc.subjectGradientes ambientaispt_BR
dc.subjectVegetação aquáticapt_BR
dc.titleA heterogeneidade de macrófitas aquáticas como preditor da estrutura espacial das assembléias de sapos em um lago amazônicopt_BR
dc.typeDissertationpt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5874955359318653pt_BR
dc.creator.ORCIDhttps://orcid.org/0000-0001-6048-4412pt_BR
dc.contributor.advisor-co1RIBEIRO, Ricardo Alexandre Kawashita-
dc.description.resumoInvestigar os efeitos de gradientes ambientais na estrutura espacial de assembleias é relevante para entender os mecanismos e processos que afetam a biodiversidade. Os gradientes ambientais podem atuar como filtros ecológicos, limitando a ocorrência e a abundância de espécies, o que gera padrões não aleatórios de ocupação do habitat. A biodiversidade mediada pela filtragem ambiental emerge das relações entre gradientes ambientais e estimativas da diversidade α e β. Tais relações foram amplamente demonstradas em assembleias de sapos que ocupam florestas na Amazônia, mas raramente são avaliadas em ecossistemas não florestais, como bancos de macrófitas em lagos. Os bancos de macrófitas podem variar espacialmente em termos de largura, altura e composição das espécies em resposta aos parâmetros físico-químicos da água. Portanto, é razoável esperar assembleias de sapos espacialmente heterogêneas quanto à variação na estratificação vertical do habitat e no formato da planta. Neste estudo, amostramos 50 parcelas cobrindo 15 km2 de bancos de macrófitas contínuos, para testar os efeitos da distância da margem do lago, profundidade da água, altura e composição das macrófitas (proporções de ocupação de morfotipos), pH, oxigênio dissolvido e temperatura na diversidade α de sapos e estimativas da diversidade β. Foram encontradas 16 espécies, cuja distribuição local não foi aleatória, mas caracterizada pela diversidade α afetada positivamente pela altura das macrófitas e diversidade β afetada pela altura e composição das macrófitas e profundidade da água. Nossos resultados sugerem a filtragem ambiental como um fator importante na estruturação de assembléias de sapos, mesmo em ecossistemas relativamente pequenos e regionalmente raros. Esses achados são altamente relevantes para a ecologia e conservação, pois sugerem que os bancos de macrófitas aquáticas devem ser considerados unidades biogeográficas distintas dos habitats adjacentes.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFOPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIÊNCIAS BIOLÓGICASpt_BR
dc.creatorGANANÇA, Pedro Henrique Salomão-
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências e Tecnologia das Águaspt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Biodiversidade (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_HeterogeneidadedeMacrofitasAquaticas.pdf1,6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons