Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/584
Title: Histórico de uso e estrutura da vegetação arbórea das Ilhas Florestais em Alter do Chão – Pará
metadata.dc.creator: SILVA, Jessé Gonçalves da
Keywords: Unidade de Conservação;Etnoespécies;Fogo;Produtos Florestais;Madeiráveis
Issue Date: 25-Mar-2019
Publisher: Universidade Federal do Oeste do Pará
Citation: SILVA, Jessé Gonçalves da. Histórico de uso e estrutura da vegetação arbórea das Ilhas Florestais em Alter do Chão – Pará. Orientadora: Susan Aragón; Coorientador: Ricardo Scoles. 2019. 94 f. Dissertação (Recursos Naturais da Amazônia) - Programa de Pós-graduação em Recursos Naturais da Amazônia, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/584. Acesso em:
Abstract: The objective of this work was to evaluate and to relate the effect of anthropic action on the tree structure of the forest islands (FI) of the Environmental Protection Area (EPA) of Alter do Chão, located in Santarém, Pará, Brazil. An anthropogenic disturbance indicator with semi-structured interviews was constructed to classify the FIs for the degree of anthropic disturbance and to compare the least disturbed and most disturbed FIs by pairs, controlling the size and distance of the continuous forest. We interviewed 15 people who lived in the region for more than 30 years. The interviews also revealed the main useful forest species and their uses. Trees were measured within plots with an area of 10x250 m. The trees measured in the first two meters of width from the center line had diameter at chest height DCH≥1 cm, in the remaining eight meters trees were. measured with DCH≥10 cm. The value of use (VU) of useful forest species was determined by dividing the number of uses of the species by the number of respondents. A total of 2,334 trees with an average of 172 individuals (± 52.08) for most disturbed FIs and 215 (± 87.71) for less disturbed FIs were measured; mean baseline area 32899.89 cm² (± 13497.89) in the most disturbed FIs and 44391.83 cm² (± 10882.29) in the least disturbed FIs. The most useful forest species according to the interviewees were Camaen (Casearia commersoniana Cambess), with VU = 6 and Carapucuzeiro (Myrcia hatschbachii D. Legrand), with VU = 5.8, as woody uses. The most important non-timber species were Carapanaúba (Aspidosperma macrocarpon Mart.), With VU = 3 and Envira Branca (Cochlospermum orinocense (Kunth) Steud), with VU = 2. Useful species are more present in less disturbed and larger IFs. In three pairs of FI the mean cross-sectional area (CSA) was higher in those less disturbed. In the more disturbed FIs there are less useful forest species and have a lower total basal area, but statistical tests made to compare their tree structures were not significant.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho teve como objetivo principal avaliar e relacionar o efeito da ação antrópica sobre a estrutura arbórea das ilhas florestais (IF) da Área de Proteção Ambiental (APA) de Alter do Chão, localizada em Santarém, Pará, Brasil. Construiu-se um indicador de perturbação antrópica com entrevistas semiestruturadas para classificar as IF quanto ao grau de perturbação antrópica e comparar as IF menos perturbadas e mais perturbadas por pares, controlando o tamanho e a distância da floresta contínua. Foram entrevistadas 15 pessoas que moram na região há mais de 30 anos. Com as entrevistas também se conheceu as principais espécies florestais úteis e seus usos. Mediu-se árvores dentro de parcelas com área de 10x250 m. As árvores medidas nos dois primeiros metros de largura a partir da linha central tinham diâmetro à altura do peito DAP≥1 cm, nos outros oito metros restantes foram medidas árvores com DAP≥10 cm. O valor de uso (VU) das espécies florestais úteis foi determinado pela divisão do número de usos da espécie pelo número de entrevistados. Mediu-se 2.334 árvores com média de 172 indivíduos (± 52,08) por IF mais perturbadas e 215 (± 87,71) por IF menos perturbadas; média de área basal 32899,89 cm² (± 13497,89) nas IF mais perturbadas e 44391,83 cm² (± 10882,29) nas IF menos perturbadas. As espécies florestais mais úteis conforme os entrevistados foram: Camaen (Casearia commersoniana Cambess), com VU= 6 e Carapucuzeiro (Myrcia hatschbachii D. Legrand), com VU=5,8, como usos madeiráveis. As espécies com usos não madeiráveis mais importantes foram: Carapanaúba (Aspidosperma macrocarpon Mart.), com VU=3 e Envira Branca (Cochlospermum orinocense (Kunth) Steud), com VU=2. As espécies úteis estão mais presentes nas IF menos perturbadas e de maior tamanho. Em três pares de IF a média da área transversal (AT) foi maior naqueles menos perturbadas. Nas IF mais perturbadas há menos espécies florestais úteis e têm área basal total menor, mas testes estatísticos feitos para comparar as suas estruturas arbóreas não foram significantes.
URI: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/584
Appears in Collections:Dissertações em Recursos Naturais da Amazônia (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_HistoriadeUsoeEstrutura.pdf1,87 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons