Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/585
Title: A formação intelectual de jovens do ensino médio: caminhos e possibilidades para o pensar autônomo
metadata.dc.creator: SILVA, Andrea Consoelo Cunha da
Keywords: Ensino médio;Formação intelectual;Teoria crítica
Issue Date: 2016
Publisher: Universidade Federal do Oeste do Pará
Citation: SILVA, Andrea Consoelo Cunha da. A formação intelectual de jovens do ensino médio: caminhos e possibilidades para o pensar autônomo. Orientador: Ediene Pena Ferreira. 2016. 112f. . Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/585
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa dedica-se a investigar a formação intelectual de jovens do Ensino Médio público. Por isso, parte do seguinte questionamento: Como os alunos do Ensino Médio, bolsistas do Grupo de Estudos Linguísticos do Oeste do Pará (GELOPA), da Universidade Federal do Oeste do Pará, em Santarém, se desenvolvem intelectualmente em contato com o ambiente universitário que oportuniza diferentes experiências acadêmicas intelectuais? Para tanto, fundamentou-se no pensamento de Theodor Adorno com ancoragem na Teoria Crítica, entre outros que apoiaram teoricamente este estudo. Assim, foi feita uma simplificação da revisão da literatura que acusou que existem poucos trabalhos que contemplam a formação intelectual de jovens alunos do ensino médio por meio de experiências formativas sistemáticas como a iniciação científica. A pesquisa apoiou-se no acompanhamento longitudinal correspondente ao período de vigência da bolsa de Iniciação Científica do PIBIC-EM que durou de agosto de 2014 a agosto de 2015. Tratou-se de um estudo de caso e teve como instrumentos de coleta de dados questionários e entrevista semiestruturada com os bolsistas. O conteúdo do questionário somado ao das entrevistas indicou a construção de conhecimentos inerentes ao processo de pesquisa científica e mais ainda, incidiu em novas organizações do pensamento e ao desenvolvimento do pensar autônomo diante dos conceitos reificados comuns na escola. As análises foram feitas à luz da pesquisa qualitativa. Em relação à análise dos dados, inicialmente foi utilizado o modelo de narrativas de perfil etnográfico, inspirado nos trabalhos de Bernad Lahire (2004) e depois foi feita a análise a partir das categorias que emergiram durante o tratamento dos dados. A pesquisa contou com a participação de seis alunos do 2º ano, oriundos de uma escola pública estadual de ensino médio. A princípio emergiu a categoria formação e com o tratamento dos dados surgiram as categorias: experiência, autonomia, criticidade e autoconfiança. Os resultados demonstram que os jovens tiveram ganho intelectual relevante durante o período em que estiveram em contato com diferentes experiências formativas por meio da iniciação científica no GELOPA, pois possibilitou, segundo os depoimentos, a ampliação de conhecimentos, ressignificação de concepções já existentes em relação à língua, descoberta de potenciais cognitivos, desenvolvimento da autorreflexão, aquisição de autoconfiança e habilidades para trabalhar em grupo.
URI: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/585
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_AFormaçãoIntelectualdeJovens.pdf1,34 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons