Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/658
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1OLIVEIRA, Joacir Stolarz de-
dc.date.accessioned2022-05-16T23:03:09Z-
dc.date.available2022-05-16T23:03:09Z-
dc.date.issued2020-03-23-
dc.identifier.citationALMEIDA NETO, Geraldo Walter de. Análise epidemiológica da evolução temporal do escorpionismo no Brasil com ênfase na Amazônia Legal Brasileira, 2000 a 2018. Orientador: Joacir Stolarz de Oliveira. Coorientadora: Deyanira Fuentes Silva. 2020 33 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Oeste do Pará, Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós Graduação e Inovação Tecnológica, Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais da Amazônia. Santarém, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/658 Acesso em:pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/658-
dc.description.abstractAccidents by venomous animals, although old, still represent a major public health problem in Brazil and worldwide. Among these, scorpionism, which is caused by scorpion stings, can lead to human envenomation whose severity and evolution vary from mild to moderate and even severe cases, which can cause sequelae or deaths. This work analyzed the clinical and epidemiological profile of scorpionism in Brazil with an emphasis on the Brazilian Legal Amazon, from 2000 to 2018. The methodology consisted of a descriptive and analytical clinical-epidemiological survey of scorpion envenomations notified in the Notifiable Diseases Information System - SINAN, in the period from 2000 to 2018. The variables were analyzed by calculating the rates of incidence, lethality, mortality and Odds Ratio, using a 95% confidence interval. The tabulation, analysis and plotting of the data was performed using Microsoft Excel 2013 software. The EpiInfo 7.2 software was used, particularly, for case control analysis. The incidence maps were produced with QGIS® version 3.10 and the spatial correlation maps with the GeoDa 1.12 software. In the studied period, there was an increase in the number of reported cases in Brazil from 12,552 cases in 2000, to 156,833 in 2018, which represented an increase of 1249%, with a total of 1,109,443 cases and an annual average of 58,392 cases. In the Brazilian Legal Amazon, 64,986 cases were reported in the period from 2000 to 2018, which represents 5.85% of national notifications and of which 136 died. Male individuals aged from 20 to 59 years were the most affected and the most frequent cases of death occurred in the group of up to 9 years old. The factors associated with the death from case-control analysis indicated individuals aged 14 years or less and the cases classified as severe. Regarding the spatial distribution of accidents, vector clusters of incidence were observed in the health region of Baixo Amazonas, Xingu and Tapajós in the state of Pará, in the health region of Rio Madeira in Amazonas, as well as some regions of Mato Grosso (health regions of Alto Tapajós and Northwest Mato-grossense), Tocantins (Ilha do Bananal and Amor Perfeito health regions) and Maranhão (Balsas health region). In the Brazilian Legal Amazon, rural areas are among the most susceptible to scorpion envenomation, with the population in the economically active age group being the most affected, although cases of death were more frequent in children. The increased incidence of scorpionism in Brazil described in this work highlights the necessity to intensify epidemiological surveillance actions, particularly in the southeast and northeast regions of the country, where cases of death were more frequent. It is worth mentioning the need for better investment of resources, within the public policies aimed at preventing accidents with venomous animals and patient care, as well as for the quality and updating of the notification systems, since these allow the identification of the affected regions and also to perform the necessary actions.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Oeste do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEscorpiãopt_BR
dc.subjectEnvenenamentopt_BR
dc.subjectSINANpt_BR
dc.titleAnálise epidemiológica da evolução temporal do escorpionismo no Brasil com ênfase na Amazônia Legal Brasileira, 2000 a 2018pt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4733524068969899pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8422309968391088pt_BR
dc.contributor.advisor1ORCIDhttps://orcid.org/0000-0002-0764-017Xpt_BR
dc.contributor.advisor-co1SILVA, Deyanira Fuentes-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7096583653798815pt_BR
dc.description.resumoOs acidentes por animais peçonhentos, apesar de antigos, ainda representam um grande problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Dentre estes está o escorpionismo, causado por picadas de escorpiões, que pode levar a quadros de envenenamentos humanos cuja gravidade e evolução variam, desde casos leves, moderados e graves, podendo causar sequelas ou óbitos. Este trabalho analisou o perfil clínico e epidemiológico do escorpionismo no Brasil com ênfase na Amazônia Legal Brasileira, no período de 2000 a 2018. A metodologia consistiu de um levantamento clínico-epidemiológico descritivo e analítico dos acidentes escorpiônicos notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação-SINAN, no período de 2000 a 2018. As variáveis foram analisadas por meio de cálculos das taxas de incidência, letalidade, mortalidade e Odds Ratio, empregando-se um intervalo de confiança de 95%. A tabulação, análise e plotagem dos dados foi realizada com o software Microsoft Excel 2013, O software EpiInfo 7.2 foi utilizado, particularmente, para a análise de caso-controle. Os mapas de incidência foram produzidos com o QGIS® versão 3.10 e os mapas de correlação espacial com o software GeoDa 1.12. No período estudado foi constatado um aumento no número de casos notificados no Brasil de 12.552 casos em 2000, para 156.833 em 2018, o que representou um acréscimo de 1249%, com um total de 1.109.443 e uma média anual de 58.392 casos. Na Amazônia Legal Brasileira foram notificados 64.986 casos no período de 2000 a 2018, o que representou 5,85% das notificações nacionais e dos quais 136 evoluíram para óbito. Os indivíduos do sexo masculino com idade de 20 a 59 anos foram os mais acometidos e os casos de óbitos, mais frequentes, ocorreram na faixa etária de até 9 anos de idade. Os fatores associados ao óbito da análise caso-controle indicaram os indivíduos com idade igual ou inferior a 14 anos e os casos classificados como graves. Com relação à distribuição espacial dos acidentes, clusters vetoriais de incidência foram observados na região de saúde do Baixo Amazonas, Xingu e Tapajós no estado do Pará, na região de saúde Rio Madeira no Amazonas, além de algumas regiões do Mato Grosso (regiões de saúde do Alto Tapajós e Noroeste Mato grossense), Tocantins (regiões de saúde Ilha do Bananal e Amor Perfeito) e Maranhão (região de saúde Balsas). Na Amazônia Legal Brasileira as áreas rurais estão dentre as mais suscetíveis a acidentes escorpiônicos, sendo a população na faixa etária economicamente ativa a mais acometida, entretanto, os casos de óbitos foram mais frequentes em crianças. O aumento da incidência do escorpionismo no Brasil descrito neste trabalho destaca a necessidade de se intensificar as ações de vigilância epidemiológica, particularmente nas regiões sudeste e nordeste do país, onde os casos de óbitos foram mais frequentes. Destaca-se a necessidade de melhor investimento dos recursos, dentro das políticas públicas voltadas à prevenção de acidentes com animais peçonhentos e atendimento aos pacientes, bem como na qualidade e atualização dos sistemas de notificação, uma vez que estes permitem identificar as regiões afetadas e a realização de ações necessárias.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Recursos Naturais da Amazôniapt_BR
dc.publisher.initialsUFOPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIÊNCIAS BIOLÓGICASpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoEstudos e Manejos de Ecossistemas Amazônicospt_BR
dc.creatorALMEIDA NETO, Geraldo Walter de-
dc.publisher.departmentPRÓ-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO TECNOLÓGICApt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Recursos Naturais da Amazônia (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaliseEpidemiologicaDaEvolucao.pdf2,08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.