Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/76
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1VALE, William Gomes-
dc.date.accessioned2021-01-05T11:15:27Z-
dc.date.available2021-01-05T11:15:27Z-
dc.date.issued2017-05-10-
dc.identifier.citationNEVES, Kedson Alessandri Lobo. Pecuária na Amazônia e o desafio da Sustentabilidade. Orientador: Wiliam Gomes Vale; Coorientadora: Tereza Ximenes Ponte. 2017. 197 f. Tese (Doutorado em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento) - Programa de Pós-graduação em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/76. Acesso em:pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/76-
dc.description.abstractLivestock production in the Amazon basin in the last decade has strongly contributed to the expansionary scenario of animal production in Brazil.The bovines’ herd of the Legal Amazon represents 36.95% of the national herd. In order to show the local changes in livestock activity, three (3) studies were carried out focusing on the municipalities of Monte Alegre and Santarém, in the Lower Amazon region. The first study focuses on the spatial analysis of land use and land cover based on two periods, the years 2001 and 2014 and the changes in land use and land cover in this interregnum, associated with the analysis of deforestation in the period, and the correlation between economic data and deforestation. The second study investigated the way cattle farming is practiced in the Lower Amazon region of Pará, considering three (three) strata of breeders: small, medium and large. The third study sought to verify the behavior of soil fertility and microbiological attributes in five (5) different types of soil use. In the municipality of Santarém, the main land cover class in 2014 was the forest, with 835,723.38 ha, showing little variation between the years 2001 and 2014 and accounting for 46.51% of the total area of the municipality. Livestock production increased from 21,897.29 ha in 2001 to 39,429.20 ha in 2014, with a percentage increase of 80.06% and agriculture 16,717.95 ha in 2001 to 22,353.97 ha in 2014 with a percentage increase of 33.71%.When analyzing the soil conversion in Santarém and its metropolitan area, it was verified, in this study, the total of 139,193.96 ha converted. Of this total 46,810.34 ha in Santarém, 68,929.87 ha in Mojuí dos Campos and 23,45 3.75 ha in Belterra. Deforestation in the municipality of Santarém in the period studied was 889.5 km2, in Belterra it was 139.7 Km2 and in Monte Alegre it was 305.2 Km2. By associating the deforestation values of the three (3) municipalities and comparing them with the sum of the herds, the r value was 0.1431, the r2 value was 0.0205, with p = 0.3666, the variable Deforestation in the studied period had no influence on the herd population, which continued to increase, despite the decline in deforestation rates. The analysis of the municipal GDP of the three municipalities of the Lower Amazon reflects the need for diversification of the economic matrix, except for the municipality of Santarém, with a GDP where the service sector places the municipality as a regional pole, the other Municipalities are mostly dependent on the GDP generated by the agricultural sector. In the present study, there was a moderate to strongly negative trend in the correlations between deforestation rate and GDP. In the experiment II, of the breeders interviewed in the municipality of Santarém, 51.55% have properties on the mainland and 48.45% in the várzea region and in the municipality of Monte Alegre. 83.93% of the properties are located in the mainland and 16, 07% in the várzea region. Regarding the use of biotechnologies, it was verified that 12.18% of the producers of Santarém and 10.71% of Monte Alegre used biotechnologies in the reproduction of their herd. The birth rate varied according to the size of the breeding stock in the three (3) strata surveyed. In the municipality of Santarém, the average birth rate was 56.92%, being 51.55% in the small, 58.23% In the middle and 60.99% in the big breeders. In Monte Alegre the average was 46.88%, being 27.77% in the small, 51.30% in the middle and 60.97% in the big ones. In Monte Alegre, it was verified that of the fifty (50) cattle ranchers, 18 (eighteen) use some type of intensification in cattle raising, obtaining a technology index of 36% in the municipality. In Santarém, out of a total of 47 (forty seven) interviewees, 19 (nineteen) producers use some degree of intensification of livestock, resulting in an index of technology use of 40.42% in livestock. In the experiment III, it was verified that the soil density in the 5 (five)types of use studied, did not present statistical differences for the factor use and time, but the sites JW1 and JW2 presented higher amount of carbon than the degraded grass. Soil fertility results were higher in the areas managed in ILP and ILPF than in degraded pasture and MATA, evidencing the importance of incorporating management techniques and the integrated production system.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Oeste do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectPecuáriapt_BR
dc.subjectAmazôniapt_BR
dc.subjectSustentávelpt_BR
dc.subjectIntegraçãopt_BR
dc.subjectBiotecnologiaspt_BR
dc.subjectSolopt_BR
dc.titlePecuária na Amazônia e o desafio da Sustentabilidadept_BR
dc.typeThesispt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1081832412313971pt_BR
dc.creator.ORCIDhttps://orcid.org/0000-0001-6784-5380pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7486151987920142pt_BR
dc.contributor.advisor-co1PONTE, Tereza Ximenes-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7038744359388670pt_BR
dc.description.resumoA pecuária na Amazônia na última década tem contribuído fortemente com o cenário expansionista da produção animal no Brasil. O rebanho de bovinos da Amazônia Legal representa 36,95 % do efetivo nacional. Para evidenciar as mudanças locais na atividade pecuária foram realizados 3 (três) estudos com foco nos munícipios de Monte Alegre e Santarém, no Baixo-Amazonas paraense. O primeiro estudo está centrado em análise espacial da forma de uso e cobertura do solo com base em dois períodos, os anos de 2001 e 2014 e nas mudanças de uso e cobertura do solo neste interregno, aliado a análise do desmatamento no período, do efetivo bovino e do produto interno bruto, e a correlação entre os dados econômicos e desmatamento. O segundo estudo investigou a forma como é praticada a atividade pecuária na região do Baixo-Amazonas paraense, considerando 3 (três) estratos de criadores: o pequeno, o médio e o grande. O terceiro estudo buscou verificar o comportamento dos atributos de fertilidade e microbiológicos do solo em 5 (cinco) tipos diferentes de uso do solo. No município de Santarém, a principal classe de cobertura do solo em 2014 era a floresta, com 835.723,38 ha, apresentando pouca variação entre os anos de 2001 e 2014 e respondendo por 46,51% da área total do município. A atividade agropecuária (pecuária e agricultura) ocupou uma área de 61.783,17ha (3,44%) no município de Santarém. A pecuária passou de 21.897,29 ha em 2001 para 39.429,20 ha em 2014, com aumento percentual de 80,06% e a agricultura 16.717,95 ha em 2001 para 22.353,97 ha em 2014 com aumento percentual de 33,71%. Ao analisar a conversão do solo em Santarém e na sua área metropolitana, foi constatado, neste estudo o total de 139.193,96 ha convertidos. Desse total 46.810,34 ha em Santarém, 68.929,87 ha em Mojuí dos Campos e 23.453,75 ha em Belterra. O desmatamento no município de Santarém no período estudado foi de 889,5 km2, em Belterra foi de 139,7 Km2 e em Monte Alegre foi de 305,2 Km2. Ao associar os valores de desmatamento dos 3 (três) municípios e confrontar com a somatória do rebanho dos mesmos o valor foi de 0,1431, o valor de r2 foi de 0,0205, com p = 0,3661, a variável desmatamento no período estudado não exerceu influência sobre o efetivo do rebanho que continuou aumentando, apesar da queda das taxas de desflorestamento verificadas. A análise do PIB municipal dos 3 (três) municípios do Baixo Amazonas, reflete a necessidade de diversificação da matriz econômica, onde excetuando-se o município de Santarém, com um PIB onde o setor de serviços coloca o município como polo regional, os demais municípios ficam dependentes em sua maioria do PIB gerado pelo setor agropecuário. No presente estudo, houve uma tendência de moderada à fortemente negativa nas correlações entre a taxa de desmatamento e o PIB. No experimento II, dos criadores entrevistados no município de Santarém, 51,55% possuem propriedades na Terra firme e 48,45% na região de várzea e do município de Monte Alegre 83,93 % das propriedades estão localizadas na Terra firme e 16,07 % na região de várzea. Quanto a utilização de biotecnologias, verificou-se que 12,18% dos produtores de Santarém e 10,71% de Monte Alegre utilizaram biotecnologias na reprodução de seu rebanho. A taxa de natalidade variou de acordo com o porte de criação nos 3 (três) estratos pesquisados. No município de Santarém, a média de natalidade foi de 56,92%, sendo de 51,55% nos pequenos, 58,23% nos médios e 60,99% nos grandes criadores. Em Monte Alegre a média foi de 46,88%, sendo de 27,77% nos pequenos, 51,30% nos médios e 60,97% nos grandes. Em Monte Alegre, foi constatado que dos 50 (cinquenta) pecuaristas, 18 (dezoito) utilizam algum tipo de intensificação na pecuária, obtendo um índice de tecnologia de 36% no município. Em Santarém, do total de 47 (quarenta e sete) entrevistados, 19 (dezenove) produtores utilizam algum grau de intensificação pecuária, perfazendo um índice de uso de tecnologia de 40,42% na pecuária. No experimento III, foi verificado que a densidade dos solos nos 5 (cinco) tipos de uso estudados, não apresentaram diferenças estatísticas para o fator uso e época, porém os sítios jw1 e jw2 apresentaram maior quantidade de carbono do que o pasto degradado. Os resultados de fertilidade do solo foram maiores nas áreas manejadas em ILP e ILPF do que no pasto degradado e mata, evidenciando a importância de incorporação de técnicas de manejo e do sistema de produção integrada.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Sociedade, Natureza e Desenvolvimentopt_BR
dc.publisher.initialsUFOPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIÊNCIAS AGRÁRIASpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoSOCIEDADE, NATUREZA E DESENVOLVIMENTOpt_BR
dc.creatorNEVES, Kedson Alessandri Lobo-
dc.publisher.departmentInstituto de Biodiversidades e Florestaspt_BR
Appears in Collections:Teses em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento (Doutorado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_PecuarianaAmazoniaeoDesafio.pdf4,73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons