Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/85
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisor1CARVALHO, Luciana Gonçalves de-
dc.date.accessioned2021-01-08T11:28:55Z-
dc.date.available2021-01-08T11:28:55Z-
dc.date.issued2019-02-20-
dc.identifier.citationFURTADO, Diego Corrêa. Turismo, trabalho e uso de recursos naturais no litoral paraense: a construção da noção de mudança na localidade costeira de Marudá, Amazônia Atlântica. Orientadora: Luciana Gonçalves de Carvalho; Coorientador: Flávio Bezerra Barros. 2019. 164 f. Tese (Doutorado em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento) - Programa de Pós-graduação em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2019. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/85. Acesso em:pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/85-
dc.description.abstractBased on the specific case of coastal fishing communities in the state of Pará, the thesis proposes to highlight potential epistemological limitations of interdisciplinary research, particularly those fields related to the categories of society and nature, such as Ethnobotany and Ethnopharmacology, which have become important instances of reflection on processes of social change. The research centers on the re-articulations of social relations in the spheres of daily life, work and natural resources usage in the locality of Marudá (Marapanim-PA, Atlantic Amazon), and tries to understand how the notions of change and continuity have been circumstantially employed to qualify social life and society and nature relations in the place over time. It focuses on the theme of tourism, in particular, and intends to recognize the specificities of the visiting practices performed in Marudá and their influence on the organization of economic life, the structuration of daily life and the traditional knowledge regimes of its permanent population. In order to achieve these objectives, the research inventories data from scientific literature related to marine animal extractivism and popular phytotherapy practices carried out in the place, and allies its analysis to the production of data in field work, through participant observation and semi-structured interviews. By revealing the double engagement patterns of marudaenses to alternate working universes, the thesis demonstrates that although tourism has absorbed workforce of the local people and occupied them in its specific functions, it did not promote the fragmentation of their lifestyles and their economic life organization, as predicted by part of the previous literature. It finally concludes that the persistent split between interdisciplinary fields and disciplinary fields of research – particularly the social sciences –, in spite of the legitimate need to preserve particular approaches to different objects of study, has favored the reproduction of avoidable mistakes, constituting the root of deterministic and fatalistic interpretations of social change in regions of notable socio-biodiversity, such as the Amazon or, specifically, its Atlantic portion.pt_BR
dc.languagept_BRpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Oeste do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 United States*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectDiversidade socioambiental amazônicapt_BR
dc.subjectMudança socialpt_BR
dc.subjectPesquisa interdisciplinarpt_BR
dc.subjectSaberes locaispt_BR
dc.subjectTurismopt_BR
dc.titleTurismo, trabalho e uso de recursos naturais no litoral paraense: a construção da noção de mudança na localidade costeira de Marudá, Amazônia Atlânticapt_BR
dc.typeThesispt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6665682528798800pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9870905738650852pt_BR
dc.contributor.advisor1ORCIDhttps://orcid.org/0000-0001-7916-9092pt_BR
dc.contributor.advisor-co1BARROS, Flavio Bezerra-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4706140805254262pt_BR
dc.contributor.advisor-co1ORCIDhttps://orcid.org/0000-0002-6155-0511pt_BR
dc.description.resumoA partir do caso específico das comunidades de pescadores do litoral do estado do Pará, a tese propõe discutir sobre potenciais limitações epistemológicas da pesquisa interdisciplinar, em particular daquelas vertentes articuladas às categorias de sociedade e natureza, como a Etnobotânica e a Etnofarmacologia, que vêm se tornando importantes instâncias de reflexão sobre processos de mudança social. A investigação se concentra nas rearticulações de relações sociais travadas nas esferas do cotidiano, do trabalho e do uso de recursos naturais na localidade de Marudá (Marapanim-PA, Amazônia atlântica), buscando compreender o modo como as noções de mudanças e permanências foram contrastivamente acionadas para qualificar a vida social e as relações entre sociedade e natureza no lugar ao longo do tempo. Focaliza a temática do turismo, em particular, e tenciona reconhecer as especificidades das práticas de visitação ali objetivadas e suas influências sobre a organização da vida econômica, a estruturação do cotidiano e os regimes de saberes tradicionais da população permanente de Marudá. Para alcançar seus objetivos, a pesquisa inventaria os registros legados pela literatura acerca das práticas de extrativismo animal marinho e de fitoterapia popular efetivadas no local e alia sua análise à produção de dados em trabalho de campo, por meio de observação participante e entrevistas semiestruturadas. Desvelando a configuração de duplicidade de engajamentos dos marudaenses a alternativos universos laborais, a tese demonstra que o turismo, embora tenha absorvido força de trabalho dos moradores do local, ocupando-os em funções ligadas ao polo balnear, não promoveu a desarticulação de seus estilos de vida e de organização da vida econômica, como prognosticado por parcela da literatura precedente. Conclui, por fim, que a persistente cisão entre campos interdisciplinares e campos disciplinares de pesquisa – particularmente as ciências sociais –, para além da legítima necessidade de preservar abordagens particulares a diferenciados objetos de estudo, tem favorecido a reprodução de incompreensões evitáveis, constituindo a raiz de interpretações deterministas e fatalistas da mudança social em regiões de notável sociobiodiversidade, como a Amazônia e, especificamente, sua porção atlântica.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Sociedade, Natureza e Desenvolvimentopt_BR
dc.publisher.initialsUFOPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADASpt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoSOCIEDADE, NATUREZA E DESENVOLVIMENTOpt_BR
dc.creatorFURTADO, Diego Corrêa-
dc.publisher.departmentInstituto de Biodiversidades e Florestaspt_BR
Appears in Collections:Teses em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento (Doutorado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_TurismoTrabalhoeUso.pdf7,28 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons