Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/1362
Title: Abertura de roçados para produção familiar nas comunidades da Floresta Nacio nal do Tapajós
metadata.dc.creator: MAGALHÃES, Luiz Felipe Rêgo
Keywords: Corte e queima;Agricultura;Monitoramento
Issue Date: 21-Sep-2020
Publisher: Universidade Federal do Oeste do Pará
Citation: MAGALHÃES, Luiz Felipe Rêgo. Abertura de roçados para produção familiar nas comunidades da Floresta Nacio nal do Tapajós. Orientadora: Quêzia Leandro de Moura Guerreiro; Co-orientador: Bruno Delano Chaves do Nascimento. 2020. 24 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Gestão Ambiental) - Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2020. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/1362
Abstract: Family farming is qualified by agricultural production whose labor emanates from the family itself and contributes to the subsistence and income of its users. The monitoring of the openings of areas for clearings in the UC and survey of the practices adopted in the preparation of the areas contribute to the management organ in the adoption of measures to reconcile the presence of traditional communities with the conservation of nature, in addition to promoting the valorization of the traditional knowledge of the population, as well as highlighting the role of these communities in achieving the objectives of creating sustainable use units in the Amazon. The objective of this work was to analyze the evolution of the swidden activities in Flona do Tapajós to evaluate if there is a change in the productive profile of the families and to identify the practices adopted in soil management. The data used covers the period from 2016 to 2019, and was obtained from the ICMBio database. During this period, 1752 authorizations were issued for opening swiddens with a total area of 1021.84 open hectares and an average of 0.96 ha for each family. In 2016 the average of hectares / family was higher (1.59 ha) while 2017 had the lowest (0.65 ha). In 2019, 416.26ha of swidden areas were opened, surpassing the years 2016 (363.5ha) and 2017 (242.34ha). The number of permits issued for clearings grew between 2016 and 2019 while the average hectare / family and total area per year declined in 2017. The main crop in all years was cassava as well as in most cultivated areas in the state of Pará. There was no change in the productive profile in the communities of Flona do Tapajós. Despite the reduction in the size of the total area as well as the average area per family, it can be analyzed that there was no decrease in the authorizations issued.
metadata.dc.description.resumo: A agricultura familiar é qualificada pela produção agropecuária cujo mão de obra emana da própria família e contribui para subsistência e renda de seus usuários. O monitoramento das aberturas de áreas para roçados na UC e levantamento das práticas adotadas no preparo das áreas contribuem com o órgão gestor na adoção de medidas para conciliar a presença das comunidades tradicionais com a conservação da natureza, além de promover a valorização dos saberes tradicionais da população, bem como ressaltar o papel dessas comunidades no alcance dos objetivos de criação de unidades de uso sustentável na Amazônia. O objetivo deste trabalho foi analisar a evolução das atividades de roçado na Flona do Tapajós para avaliar se existe uma mudança no perfil produtivo das famílias e identificar as práticas adotadas no manejo do solo. Os dados utilizados compreendem o período de 2016 a 2019, e foram obtidos junto ao banco de dados do ICMBio. Nesse período, foram emitidas 1752 autorizações para abertura de roçados com área total de 1021,84 hectares abertos e média de 0,96ha de roçados por família. Em 2016 a média de hectares/família foi maior (1,59ha) enquanto 2017 teve a menor (0,65ha). Em 2019, foram abertas 416,26ha de áreas de roçado superando os anos de 2016 (363,5ha) e 2017 (242,34ha). O número de autorizações emitidas para roçados obteve números crescentes entre 2016 e 2019 enquanto a média de hectare/família e a área total por ano apresentaram declínio em 2017. O principal cultivo em todos os anos foi o da mandioca assim como na maioria das áreas cultivadas no estado do Pará. Não foi observada uma mudança no perfil produtivo nas comunidades da Flona do Tapajós. Apesar da redução do tamanho da área total bem como a média de área por família, pode-se analisar que não houve decréscimo nas autorizações emitidas.
URI: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/1362
Appears in Collections:ICTA - TCC - Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Tecnologia das Águas — Gestão Ambiental

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TCC_AberturadeRoçadosParaProdução.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.