Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/161
Title: Estrutura da Ictiofauna em igarapés da Floresta Nacional do Tapajós, Pará, Brasil, em dois períodos do ciclo sazonal
metadata.dc.creator: SILVA, Alberto Conceição Figueira da
Keywords: Região Neotropical;Floresta Nacional do Tapajós;Peixes;Região Neotropical;Sazonalidade
Issue Date: Apr-2018
Publisher: Universidade Federal do Oeste do Pará
Citation: SILVA, Alberto Conceição Figueira da. Estrutura da Ictiofauna em igarapés da floresta nacional do Tapajó, Pará, Brasil, em dois períodos do ciclo sazonal. Orientador: Frank Raynner Vasconcelos Ribeiro. 2018.134.f.Dissertação (Mestrado em Recursos Naturais da Amazônia)-Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais da Amazônia, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/161 Acesso em:
Abstract: Fish constitute the most specious group among the Craniata, comprising about half of vertebrates known in the world. With regard to freshwater fishes, the greatest diversity is found in the Neotropical region, which includes, among other regions, the Amazon basin, which has a gigantic network of small streams, called regionally streams, responsible for much of this biodiversity. The waters of these streams are relatively acidic, poor in mineral salts and with low concentration of calcium and magnesium. These streams, especially of smaller order and on land and / or headwaters, usually have their courses covered by the canopy making their fauna dependent on the adjacent forest. The objective of this study was to know the structure of the fish assemblages in streams of the streams National Forest in two periods of the seasonal cycle, as well as to evaluate the effects of the El Nino climate phenomenon on the fisiography and ichthyofauna of these streams. For the first objective, collections were made in two distinct periods, the first in the dry season (from September to November 2015), and the second in the rainy season (March to May 2016). The second objective was to analyze samples of environmental and ichthyofauna variables from the drought of the year 2013 and from the recent drought surveys of 2015. The fish were collected with trawls and sieves in 22 1st and 3rd order streams. During the dry season, 2,452 individuals distributed in 96 species were collected. In the rainy season, 1,092 individuals were collected in 67 species. The 3,517 individuals are distributed in 105 species that compose in 27 families and six orders. The greatest riches were in the families Characidae, Cichlidae and Loricariidae. The results showed that there were no differences regarding composition in the different periods sampled. As for wealth and abundance, there were significant differences. The scientific knowledge generated through this study may guide future management actions in the conservation unit. Actions that will subsidize from the adaptation of the zoning of the unit for the preservation of rare or endemic species, to the economic management of species for aquarium or observation dive.
metadata.dc.description.resumo: Os peixes constituem o grupo mais especioso entre os Craniata, compreendendo cerca da metade de invertebrados conhecidas no mundo. No que tange a peixes de água doce a maior diversidade encontra-se na região Neotropical, que abrange, dentre outras regiões, a bacia amazônica detentora de gigantesca rede de pequenos riachos, chamados regionalmente de igarapés, responsáveis por grande parte dessa biodiversidade ictia. As águas desses igarapés são relativamente ácidas, pobres em sais minerais e com baixa concentração de cálcio e magnésio. Esses igarapés, sobretudo quanto de menor ordem e em terra firme e/ou de cabeceiras, normalmente têm seus cursos cobertos pelo dossel tornando sua fauna dependente da floresta adjacente. Neste estudo objetivou-se conhecer a estruturada das assembleias de peixes em igarapés da Floresta Nacional do Tapajós em dois períodos do ciclo sazonal, e também avaliar os efeitos do fenômeno climático El Nino na fisiografia e na ictiofauna desses igarapés. Para o primeiro objetivo foram feitas coletas em dois períodos distintos, o primeiro na estiagem, (de setembro a novembro de 2015), e o segundo, no período chuvoso, (de março a maio de 2016). Para o segundo objetivos foram analisadas amostragens de variáveis ambientais e de ictiofauna da estiagem do ano de 2013 e das coletas recentes de das estiagens de 2015. Os peixes foram coletados com redes de arrasto e peneiras em 22 igarapés de 1ª a 3ª ordem. No período da estiagem 2.431 indivíduos distribuídos em 92 espécies foram coletados, enquanto que no período chuvoso foram coletados 1.077 indivíduos compondo 67 espécies. Os 3.517 indivíduos estão distribuídos em 105 espécies que compõem em 27 famílias e seis ordens. As maiores riquezas ficaram nas famílias Characidae, Cichlidae e Loricariidae. Os resultados mostraram que não houve diferenças quanto à composição nos diferentes períodos amostrados. Quanto à riqueza e abundância, houve diferenças significativas. O conhecimento científico gerado através desse estudo poderá nortear futuras ações de manejo na unidade de conservação. Ações que subsidiarão desde a adequação do zoneamento da unidade para preservação de espécies raras ou endêmicas, até o manejo econômico de espécies para aquariofilia ou mergulho de observação.
URI: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/161
Appears in Collections:Dissertações em Recursos Aquáticos Continentais Amazônicos (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação_EstruturadaFaunaemIgarapés.pdf2,88 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons