Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/627
Title: Complexos de espécies de Eumorpha Hübner, [1807] (Lepidoptera, Sphingidae) do Estado do Maranhão, Brasil
metadata.dc.creator: Lima, Tauanny Maria Almeida
Keywords: Biodiversidade;Cerrado;Genitália;Mariposa;Taxonomia
Issue Date: 2021
Publisher: Universidade Federal do Oeste do Pará
Citation: Lima, Tauanny Maria Almeida. Complexos de espécies de Eumorpha Hübner, [1807] (Lepidoptera, Sphingidae) do Estado do Maranhão, Brasil. Orientador:José Augusto Teston; Coorientadora: Joseleide Teixeira Câmara. 2021. 40 f. Dissertação (Mestrado em Biodiversidade) - Programa de Pós-graduação em Biodiversidade, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/627. Acesse em:
Abstract: Eumorpha is a genus of moths that was described by Hübner 1807, and currently has 28 valid species, distributed between temperate and tropical regions of the Americas. 13 species have been recorded for Brazil. The genus is characterized by an extremely robust and smooth-looking body; the posterior edges of the abdominal tergites have relatively long tiered spines in the distal part of the abdomen; eyes are large, with absent eyelashes; the antennas end as a long, thin hook. Another feature that is present in most species is the presence of a dark spot rectangular. Maranhão is a Brazilian State located in the Northeast of the country, its territory composed of three biomes: Cerrado (64%) Amazon (35%) and Caatinga (1%). This work aimed to carry out a study of Eumorpha inventory with a taxonomic and morphological focus of three complexes of species occurring in Maranhão: Eumorpha anchemolus, Eumorpha analis and Eumorpha obliquus. We analyzed 195 specimens belonging to 14 species, eight of which are representatives of the examined complexes, the specimens studied come from 13 municipalities in the State, seven from the Cerrado biome and six from the Amazon biome. This study contributed to the knowledge of the Eumorpha fauna and demonstrated that it is still underestimated throughout the Brazilian territory. With this work the number of species has increased significantly for the State, in addition to bringing the description of a new species, moreover, it showed that the identification carried out only by external “habitus” morphology is not efficient for the analyzed complexes and also showed that the use of genitalia is a good tool in separating species from groups.
metadata.dc.description.resumo: Eumorpha é um gênero de mariposas que foi descrito por Hübner em 1807, atualmente possui 28 espécies válidas, distribuídas entre regiões temperadas e tropicais das Américas. Para o Brasil são registradas 13 espécies. O gênero é caracterizado por um corpo extremamente robusto e de aparência lisa; as bordas posteriores dos tergitos abdominais apresentam espinhos enfileirados relativamente longos na parte distal do abdômen; os olhos são grandes, com cílios ausentes; as antenas terminam como um gancho longo e fino. Uma outra característica que está presente na maioria das espécies é a presença de uma mancha retangular escura. O Maranhão é um estado brasileiro que se encontra situado no Nordeste do país, seu território é composto por três biomas Cerrado (64%) Amazônia (35%) e Caatinga (1%). Este trabalho teve como objetivo realizar um estudo de inventário de Eumorpha com enfoque taxonômico e morfológico de três complexos de espécies ocorrentes no Maranhão: Eumorpha anchemolus, Eumorpha analis e Eumorpha obliquus. Foram examinados 195 espécimes pertencentes a 14 espécies, destas, oito são representantes dos complexos examinados, os espécimes estudados são provenientes de 13 municípios do Estado, sendo sete do bioma Cerrado e seis do bioma Amazônia. Este estudo contribuiu para o conhecimento da fauna de Eumorpha e demonstrou que esta, ainda, encontra-se subestimada em todo o território brasileiro, com este trabalho o número de espécies aumentou de forma expressiva para o Estado, além disso demostrou que a identificação realizada apenas por morfologia externa “habitus”, não é eficiente para os complexos analisados e, também, mostrou que o uso da genitália, é uma boa ferramenta na separação da espécies dos grupos.
URI: https://repositorio.ufopa.edu.br/jspui/handle/123456789/627
Appears in Collections:Dissertações em Biodiversidade (Mestrado)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComplexosdeEspeciesdeEumorpha.pdf3,1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons